02 agosto 2004

Would You Erase Me?

Quando o mundo descobriu Charlie Kaufman foi um espanto. "Quero ser John Malcovich" é um show de inteligência e originalidade. "Adaptação" me decepcionou um pouco. Nem é birra com o Nicholas Cage não... acho que expectativa demais.

Eis que agora somos presenteados com o "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças" ou "Eternal Sunshine of the Spotless Mind".
Minha birra com o Jim Carrey é pior. É a 1a vez que vou ao cinema ver um filme com o dito cujo (graças ao Kaufman). E não me arrependi.



O tema já me pega forte. Era uma fixação do maior escritor de ficção científica do século XX, Mr Philip K. Dick. O lance de manipular nossas lembranças (vide "Total Recall", que é uma merda mas trata do mesmo assunto).

Mas o tema, embalado numa história romântica, só podia ter saído da cabeça maluca do Kaufman. Carrey, Kate Winslet (magrinha) e Kirsten Dunst (lindinha) matam a pau. Carrey (42 anos nas costas) tá virando um grande ator. Assista! Não dá prá contar muito não.

Agora um desafio (sonho) legal: Burton + Kaufman + Depp + Wynona
(que tal, Hollywood?).

1 comentários:

Fabio Torre disse...

Esse eu assisti no sabadão, e pra mim é sem dúvida o melhor filme do Jim Carrey. Ao contrário de você, assisti boa parte dos filmes em que o cara trabalhou, e sempre gostei do trabalho dele. Mas nessa ele se superou. Agora saca só essa Coming Atraction: The Village. M. Night Shyamalan, Adrien Brody, Sigourney Weaver e Joaquin Phoenix. Pode ser mais um daqueles finais estúpidos do indiano. "Prove I'm wrong, man !".