18 setembro 2008

Fumaça na Narina dos outros...

... é Chanel Nº 5. E o Serra pode até enganar as nêga dele. Eu não. Nunca... Nunca é muito. Não engana desde que engatou um discurso TFP (tradição, família..) no desespero da iminente derrota de 2002. Sua sanha autoritária-reacionária desfraldou-se, esfarelou-se... Mas desconfio que paulista adora muito tudo isso. E, por isso mesmo, acatará como um porquinho de pernas pro ar aquele tal Projeto de Lei que proíbe o fumo em tudo quanto é canto.

A velha coerência paulista e paulistana. Veja bem. Se tal proposta brotasse num canto como o meu aqui, de ar muito puro, talvez até tivesse algum sentido. Mas em São Paulo?!? Só se a gente combinar uma coisa: ninguém mais fuma se nenhum carro mais circular. Aliás, na próxima segunda dá pra fazer um belo teste: Dia 22/set é o *Dia da Jornada: "Na Cidade sem Meu Carro"*. Alguém se lembra? Alguém vai cobrar? Alguém vai mostrar aquele tantão de carro desregulado cuspindo feias fumaças que sobem apagando estrelas?

Claro que não. Mas todos (81%) estão loucos para ver o fumo banido dos recintos fechados. Bidu! Sim, sou fumante. Neste exato instante saboreio um Marlboro em meu semi-fechado porão. Não questiono os males causados por esse vício. Muito menos o tanto que ele afeta os chamados 'fumantes passivos'. Mas rogo por um estudo que mostre a contribuição dos cigarrinhos para a péssima qualidade do ar de Sampa e arredores. Suplico por uma mente ainda provida d'um mínimo bom senso que mostre que todo esse ataque, se dirigido contra vícios etílicos - por exemplo, faria nossa sociedade bem melhor.

Adoro detestar o Guzzo, assim como quase todos os colunistas da Veja. Mas sua última coluna é um show de pragmatismo e informação:

"Os números oficiais são capazes de qualquer coisa. Sugerem, por exemplo, que falta dinheiro para a saúde porque o SUS gasta muito com doenças causadas pelo fumo; cerca de R$ 340 milhões por ano, segundo um trabalho recente da Fundação Oswaldo Cruz. (Seria interessante observar, a respeito, que só a Souza Cruz, a maior fabricante de cigarros do país, pagou acima de US$ 3 bilhões em impostos sobre suas vendas em 2007)."

Real... dólar... Onde foram parar os outros US$ 2,8 bi? Pagando gonorréia, conjuntivite, cirroses e mononucleoses?!? Por favor, respeitem nossa pseudo-inteligência...

Mais Guzzo: "O Ministério da Saúde manda escrever nos maços de cigarro que existem ali 'mais de 4700 substâncias tóxicas'. Mais de 4700? Como um ser humano poderia continuar vivo engolindo tanto veneno assim?"

Da mesma forma que sobrevivem em Sampa, diria um cínico.

Sampa merece! Merece porque vive inventando problemas para esconder os verdadeiros. E adora o 'me-engana-que-eu-gozo'...

Por força do trampo, seguirei visitando-a. E prometo que, no dia em que ela se tornar a imagem idealizada de Serra onde canta sabiás, só acenderei meu cigarrinho no Palácio dos Bandeirantes... zona neutra... único lugar onde tudo é permitido. Até governar!

1 comentários:

Nelson Biagio Jr disse...

Clap! Clap! Clap!

Perfeito, Paulo. Perfeito!!!!